Loading...

Páginas

Área útil, área privativa, área total etc


ÁREA ÚTIL são os espaços internos do imóvel, medidos a partir do piso, excluindo as paredes, mais conhecido no meio como "área de vassoura". Ela indica o quanto de espaço interno você tem dentro do imóvel. Ou seja, aqueles espaços do imóvel reservados para habitação. Assim, a garagem, as varandas e as áreas de lazer cobertas não são incluídas.

ÁREA PRIVATIVA é a área individual e particular de cada unidade residencial utilizada por cada proprietário de um imóvel multifamiliar como um prédio de salas e lojas, apartamentos ou um condomínio residencial. Ou seja, é a área interna dos imóvel (+) garagem (+) armário de despejos, etc, de propriedade única e exclusiva de cada comprador.


...Área privativa é aquela  onde o proprietário detém a integridade do seu domínio, constituído pela superfície limitada pela linha externa que contorna as paredes das dependências de uso privativo e exclusivo do proprietário, sejam elas cobertas ou descobertas e pelo eixo das paredes que separem de outra unidade, no mesmo piso.  O mercado utiliza, via de regra, outras expressões, como área útil, e até mesmo 'área de vassoura', para denominar aquela situada dentro do ambiente exclusivo do condômino. Cuidado! Não se deixe enganar pelas áreas! (www.tudosobreimoveis.com.br)

ÁREA DE USO COMUM é tudo que for construído no condomínio para todos usarem como piscina, salão de festas, jardins, recepção, churrasqueira, sauna, bar, corredores, escadas, salão de jogos e outros equipamentos da edificação.

ÁREA TOTAL é a soma de todas as áreas cobertas, inclusive a garagem. É a soma da área privativa mais a área de uso comum.


FRAÇÃO IDEAL DO TERRENO (a quota parte que caberá à unidade) no caso de salas e lojas em prédios comerciais e apartamentos ou casas em condomínios fechados. Esta fração serve para cálculo de indenização em caso de incêndio, destruição total ou parcial do prédio e, na hipótese de todos os condôminos resolvam desistir do projeto e vender o terreno.

FRAÇÃO IDEAL DO EMPREENDIMENTO, que caberá a cada comprador, no âmbito total, ou seja, o terreno (+) área privativa (+) área de uso comum do imóvel, principalmente quando se tratar de condomínios habitacionais em construção ou quando o imóvel estiver sendo vendido na planta.
 

Fonte: guiaimob.blogspot.com

7 comentários:

Hoderson Alves disse...

Boa tarde

Existe algum documento de referencia que ateste que área útil é realmente a descrição citada acima. Por favor, preciso desta ajuda, pois comprei um apartamento que foi anunciado com área útil de 54 m2, mas quando veio o a planta da obra só constava 46 m2 que era a diferença exata do apartamento menos a área das paredes.

Denise Vaz disse...

Caro Hoderson, uma busca no Google lhe dará muitos argumentos possíveis, com processos jurídicos inclusive.

Veja a definição da norma:

"3.4 área útil da unidade: Área real privativa, definida na ABNT NBR 12721, subtraída a área ocupada
pelas paredes e outros elementos construtivos que impeçam ou dificultem sua utilização."

Fonte: ABNT NBR 14653-2

Boa sorte e jogue duro!!

Hoderson Alves disse...

Muito obrigado.

Marcelo disse...

É engraçado pois a parte que citou da NBR diz que áreas internas E externas fazem parte da ÁREA ÚTIL, citada na outra NBR como ÁREA REAL PRIVATIVA DA UNIDADE AUTÔNOMA.

Anônimo disse...

Ao citar áreas externas a NGB se refere às varandas. Varandas são vendidas como área útil até certa dimensão mas não contam como área construída. Área útil é diferente de área privativa,na área útil não contam as paredes, só a área realmente UTILIZADA pelo proprietário, mas muitas empreendedoras fazem essa confusão.

Anônimo disse...

Olá, Denise...

Os conceitos ainda não ficaram claros pra mim, pois na ABNT só diz que são os somatórios de áreas de piso utilizadas, excluindo-se paredes. Porém, varandas são utilizadas! Sei que não contam como área construída, mas são computadas como úteis para a Prefeitura de Salvador?

Heitor Pereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.