Páginas

Evolução das Centralidades e os Impactos sobre a Mobilidade na Cidade do Salvador

Artigo apresentado no PANAM 2010.  Obrigada, Ilce!

O artigo apresenta uma análise histórica e crítica sobre a evolução das centralidades na cidade do Salvador, Bahia, Brasil, indicando os impactos sobre a mobilidade e qualidade do ambiente urbano provocados pela implantação de polos geradores de viagens, por uma tipologia segregada de uso do solo e por opções de transporte questionáveis em uma cidade onde quase quarenta porcento da população vive abaixo da linha de pobreza.

O artigo se desenvolve em três etapas, representando três momentos da história da mobilidade em Salvador simbolizados por três centralidades. A primeira etapa é um passeio descritivo e imagético, entre os séculos XVIII e XIX, sobre os meios de transporte e o uso do solo no Centro Tradicional, o centro colonizado, onde o transporte marítimo e a Baía de Todos os Santos eram valorizados e bondes e planos inclinados compartilhavam os espaços públicos com pedestres em um sistema integrado capaz de vencer os obstáculos topográficos da tradicional cidade fortaleza.

A segunda etapa, também ilustradamente, faz uma avaliação dos impactos na mobilidade provenientes da implantação da indústria automobilística no Brasil na década de 1950, a partir da qual Salvador, como outras cidades brasileiras, formulou a criação de um segundo centro voltado para as necessidades do automóvel; centro este que foi consolidado com a implantação de dois grandes polos geradores de viagem: o Terminal Rodoviário e um Shopping Center, o Iguatemi. Ao longo do tempo, este segundo centro agregou subcentralidades e se transformou em um aglomerado de polos geradores de viagens prioritariamente de veículos particulares, o que tem se tornado um problema para a dinâmica do trânsito em Salvador, uma vez que não é possível nem sustentável se expandir a quantidade das vias indefinidamente.

Enfim, na terceira etapa, chegamos às reflexões mais atuais sobre os ideais contemporâneos de mobilidade para Salvador, em uma abordagem reflexiva sobre as futuras intervenções impactantes no sistema de transporte e com foco na iminência da criação de um Novo Centro, previsto pelo Plano Diretor, no qual se concentrarão diferentes modais de transporte - incluindo a primeira linha do metrô da cidade - e que está iconizado pela instalação de um complexo polo gerador de viagens, com torres residenciais, empresariais, shopping, hospital e escola.

A partir de uma leitura cronológica, com imagens do desenvolvimento das centralidades de Salvador, serão feitas considerações sobre o modelo de transporte que a cidade seguiu até hoje e sobre o tipo de mobilidade que está sendo semeada nessa nova era, permeada por políticas de sustentabilidade ambiental e social.

Um comentário:

Pregopontocom @ Tudo disse...

http://www.pregopontocom.blogspot.com/ siga esse blog