Páginas

Flores do Campus

Hoje fui tirar fotos do meu terreno do TFG e flagrei essas flores. Fotos: 06 de agosto de 2007 - depois de uma chuvinha, local: Campus de Ondina - UFBA.

Obs.: Preservar a flora.

Sobre algodão, gente e futuro...
Fiquei muito feliz em ver o algodão no pé. Pensei em Campina Grande, na reportagem do Globo Rural passada no dia anterior, e como um bonus track ainda me ocorreu uma história que vou lhe contar.
Na volta pra casa perdi o primeiro ônibus que me servia, por bobeira que dei. Peguei o segundo depois de algum tempo. Quase todas as cadeiras estavam ocupadas, mas lá pra frente uma moça levantava pra sair e o senhor ao lado deu espaço para que eu pudesse sentar. Sentei. Eu estava com um cachinho de algodão na mão. Queria mostrar o algodão, mas fiquei meio com vergonha de puxar um papo assim tão do nada, mas foi o que fiz. Depois entendi... eu precisava ter pegado aquele ônibus e sentado naquela cadeira e dado a doida de perguntar ao senhor do meu lado, mostrando o talo com algodão: "Já viu uma flor de algodão?".
Tinha que ser assim, porque foi um presente do destino. Resposta simples, alegre e óbvia: Já! Por essa eu não esperava! Mas ainda com o sorriso tranquilo no rosto ele acrescentou que aquilo não seria a flor, pois a flor é de fato uma flor, amarela muitas vezes e que o algodão vem depois da flor.
Conversamos sobre a reportagem do algodão colorido de Campina Grande e ele me explicou que o arbusto alto onde eu tinha achado o algodão é uma espécie selvagem; os pés de algodão mais baixinhos mostrados na tv são tipos selecionados pela Embrapa.
Foi uma aula!! E eu que não acredito em coincidências, sai do ônibus radiante de alegria por Deus ter me proporcionado dois encontros felizes e convergentes naquele dia - o algodão e o homem da terra que de tudo sabe.
Sai do ônibus dizendo muito obrigada pelas informações e prometi que escreveria sobre ele. Perguntei seu nome. Cabral, Cabral de Santo Estevão.
E a fauna!

Um comentário:

Rodrigo disse...

Excelentes fotos! E os cortes ficaram bem legais.